Sessão fotográfica de Família C.

Esta é a família C. que conhecemos há 3 anos atrás , pouco depois deles chegarem a Portugal da Escócia. São uma família generosa, simpática, mas cima de tudo tornaram-se bons amigos. A primeira vez que os conheci, a menina E. tinha 8 meses e temos acompanhado o crescimento dela até agora que tem 3 anos. Muito acontece em três anos…

A mamã S. tem tornado uma grande amiga para mim e companhia durante os meus treinos de corrida com meu grupo Running Mums. A mamã S. não corria e quando começou comigo levava a menina E. num carrinho de jogging. Passamos muito tempo a correr na zona de Casa da Guia até o Guincho, então esta sessão fotografica de família foi feito num lugar muito especial para eles.

A mamã S. começou a correr uma meta de 5km até completar duas meia-maratonas no ano passado. Ela foi sempre uma pessoa constante e amiga de todas no nosso grupo. O marido P. (com um lindo sotaque Escocese quando fala português) conheceu o meu marido Miguel durante os últimos anos. Partilharam bons tempos juntos a surfar e andar de bicicleta e se aleijarem nas suas aventuras!

Nesta tarde da sessão fotográfica juntamos as nossas duas famílias para celebrarmos o tempo deles em Portugal, porque ia se embora no dia seguinte. Apesar de ser triste e termos de dizer “adeus”, passamos um final da tarde com um óptimo pôr-do-sol, convívio e comida! Bons amigos são verdadeiros amigos mesmo quando estão ao perto ou longe.

 

|||

Sessão fotográfica de Gravida N.

O melhor pôr do sol no principio de setembro foi deslumbrante e surreal apesar de haver um bocado de vento no Guincho. São raros e poucos os dias sem vento nesta praia, mas tivemos a melhor oportunidade de fotografar a N. (criadora da Flori e Friends) e a sua filha L.

Se ainda não conheceram os cavalinhos feitos a mão pela Flori e Friends, pode consultar a sua pagina no Facebook. A N. criou um dos melhores brinquedos para crianças dos 0-6 anos para decorar o quarto do seu bebé, e acompanhar seu desenvolvimento ao andar e aprender equilibrar-se até poder sentar por cima do cavalinho para brincar.

|||

Casamento em Lisboa

Estive a ver os arquivos do ano passado porque ainda não tinha posto nenhum casamento no blog da época passada. É sempre difícil conseguir todos os casamentos e sessões que fazemos mas encontrei o casamento de L&A que trouxe muitas memórias boas e cheias de alegria.

Apanhamos uma tarde com luz espectacular para a cerimonia e uma celebração cheio de emoções. O ambiente de um casamento com amigos a familiares próximos reflecte-se nas imagens que tentamos captar – momentos congelados no tempo. Mesmo para nós como fotógrafos saímos de casamentos com boas memórias dos momentos que assistimos.

Parabéns L&A porque já faz um ano desde que casaram!

 

LA-13LA-12LA-14LA-15LA-16LA-17LA-18LA-19LA-20LA-21LA-22LA-11LA-10LA-9LA-8LA-7LA-6LA-5LA-3LA-2LA-1LA-24LA-23

|||

Uma “Escapadinha”

O Verão para nós esta normalmente bastante preenchido com trabalho, por isso geralmente não pensávamos muito em férias até Setembro, mas fazer uma época de trabalho tão longa tem geralmente o lado negativo de chegarmos a um ponto em que estamos simpesmente esgotados.

Em anos recentes tenho me sentido bastante inspirada por alguns amigos nossos, estrangeiros residentes em Portugal. Sentia através deles o interesse por conhecer Portugal e sobretudo aprendi que para se sentir o gosto a férias não era preciso ter uma semana inteira disponível. Muitas vezes tudo o que era necessário era tirar uma sexta-feira, e planear um fim de semana com alguma criatividade  para a família. E foi assim que à alguns anos atrás começamos à planear as nossas pequenas “escapadinhas”.

Esta nossa última pequena aventura passou-se em Góis, uma belíssima região situada no meio das montanhas, a convite de um amigo de família. Foi fantástico ter experimentado um pouco da vida do campo e sobretudo passar essa experiência de aprendizagem aos nossos pequenos. Aprender sobre as várias árvores de fruto, os animais do campo, e a experiência de trocar o mar pelas excelentes praias fluviais na região vale realmente a pena sobretudo para quem está habituado a uma vida citadina. Tivemos também a oportunidade de visitar as chamadas aldeias de xisto da região, pequenas aldeias tradicionais Portuguesas perfeitamente preservadas nas montanhas altas, uma experiência única!

Algumas pequenas lições que aprendemos com as “escapadinhas”

– Planeia uma distancia de viagem curta: Numa “escapadinha” de 3 dias não vale a pena perder tempo precioso em viagem, senão o fim de semana fica mesmo curto!
– Não planeies nem actividades a mais nem a menos: Porque arriscas-te a fazer demais e deixar todos “stressados” ou a menos e deixar todos entediados…
– Vai contra a corrente: Escolher sítios não tão procurados no Verão, como uma estadia no campo ao invés da praia produz férias económicas e super relaxantes.
– “Ir para fora cá dentro” ajuda a economia e incentiva o turismo, sobretudo em zonas menos conhecidas de Portugal: Quando vistamos as aldeias de xisto não vimos ninguém a não ser dois jovens a trabalhar numa pequena loja da junta de turismo. A ideia de estes marcos históricos desaparecerem por falta de interesse é algo triste.
– Portugal é um país pequeno mas de uma riqueza cultural e gastronómica incrível! Experimentar a comida local, a história destas regiões é algo que não se aprende em livros.

O lado menos positivo….

– Despesas de combustível e Portagens – Os custos de portagens hoje em dia são substanciais, e se antes ainda havia estradas não pagas agora paga-se em todo o lado.
– Mais “escapadinhas”, mais despesas de viagem: Ao contrário de uma única viagem de férias mais longa…

Agradecimentos:

Freguesia de Góis

Aldeias de Xisto

|||

Sessão Fotográfica de família L.

No outro dia minha filha de 6 anos disse-me que queria ser um adulto. Nós estávamos sentados na cozinha e meu marido ouviu a conversa. Ele intromete e disse: “Eu preferia ser uma criança!” Minha filha estava muito surpresa ao ouvir que os adultos não conseguem divertir tal como as crianças. Pois nós não somos capazes de divertir como eles nas pequenas coisas de vida. Isso fez me pensar sobre o que seria se os adultos viviam como as crianças.

Claro, seria estranho de ver um adulto pular no passeio para o trabalho, enquanto cantava uma música, ou fazer uma pintura com seu almoço, mas parece que as crianças conseguem facilmente fazer um jogo com tudo. A vida através dos olhos de uma criança é muito simples. A vida é preto e branco, não há nenhuma área cinzenta. Respostas para os problemas são simples e honestidade vem facilmente para eles.

O que eu tenho notado ultimamente com a minha filha de 6 anos, é que sua maneira de encarar a vida está a mudar. Sua compreensão e conhecimento estão a crescer. Ela nos questiona, tenta minar a nossa autoridade como pais e tem uma opinião sobre tudo. Eu sei que a nossa própria interno-criança existe em algum lugar no fundo das nossas almas, mas é coberto pelas rotinas mundanas da vida e problemas mesquinhos que encontramos. Olhe para os seus filhos e tenta encontrar esse vislumbre de diversão que tinha quando era criança.

FL1FL2FL3FL4FL5FL6FL7FL8FL9FL10

|||

Sessão fotográfica de Família J.

A hora em que fotografamos faz toda a diferença ao resultado final das fotos. Preferencialmente fotografamos no final do dia, ao pôr do sol. Nesta sessão de família, com 2 crianças pequenas, decidimos fotografar logo às 8 de manhã para evitar a luz muito forte e ter os meninos bem dispostos! Fomos ao nosso sitio favorito para fotografar, um local com muitos espaços verdes e lindo para passear. Em muito das sessões no exterior passamos quase uma hora a fotografar. Levamos os adereços para as crianças interagirem e demos tempo para a família se sentir a vontade em frente a maquina fotográfica. Nesta sessão as crianças brincaram muito com o cavalinho de Flori & Friends e comeram umas bolachinhas para ficarem contentes.

J-1J-2J-3J-4J-5J-7J-6J-8J-9J-10J-11J-12

|||

Sessão fotográfica de Família N.

Qual é o seu conceito de qualidade de vida? Será que inclui coisas como o tempo em família, dinheiro, viagens, trabalho, o carro que você conduz? Ou gosta das prazeres simples da vida como estar ao ar livre, apreciar amizades ou simplesmente ter tempo para si mesmo? Eu acho que todas essas coisas juntas compõem a nossa qualidade de vida e o que julgamos importante para viver durante o nosso tempo aqui na terra.

No mês passado, encontrei-me com a família N. no início da manhã para uma sessão fotográfica. Foi realmente um timing perfeito porque crianças geralmente estão mais felizes logo de manhã. Uma coisa que notei sobre a família N. foi sua maneira descontraído de interagir com as crianças e fazer o tempo para elas. Papa R. não podia de estar presente para toda a sessão, mas ele veio no momento certo para capta-ló a brincar com as suas meninas. A mamã P. tinha sempre um sorriso na cara e muita paciência e amor para as filhas. Pois elas eram princesas :)

As vezes parece que precisamos 25 horas num dia para conseguir encaixar tudo, mas os poucos momentos que temos com as nossas famílias e amigos são muito importantes para uma boa qualidade de vida. Pode ser que só temos uma hora para parar e criar um tempo de “qualidade”, mas tudo conta enquanto vivemos as nossas vidas.

N-1N-2N-3N-4N-5N-6N-7N-8N-9N-10N-11N-12N-13

|||