Sessão Fotográfica de família L.

No outro dia minha filha de 6 anos disse-me que queria ser um adulto. Nós estávamos sentados na cozinha e meu marido ouviu a conversa. Ele intromete e disse: “Eu preferia ser uma criança!” Minha filha estava muito surpresa ao ouvir que os adultos não conseguem divertir tal como as crianças. Pois nós não somos capazes de divertir como eles nas pequenas coisas de vida. Isso fez me pensar sobre o que seria se os adultos viviam como as crianças.

Claro, seria estranho de ver um adulto pular no passeio para o trabalho, enquanto cantava uma música, ou fazer uma pintura com seu almoço, mas parece que as crianças conseguem facilmente fazer um jogo com tudo. A vida através dos olhos de uma criança é muito simples. A vida é preto e branco, não há nenhuma área cinzenta. Respostas para os problemas são simples e honestidade vem facilmente para eles.

O que eu tenho notado ultimamente com a minha filha de 6 anos, é que sua maneira de encarar a vida está a mudar. Sua compreensão e conhecimento estão a crescer. Ela nos questiona, tenta minar a nossa autoridade como pais e tem uma opinião sobre tudo. Eu sei que a nossa própria interno-criança existe em algum lugar no fundo das nossas almas, mas é coberto pelas rotinas mundanas da vida e problemas mesquinhos que encontramos. Olhe para os seus filhos e tenta encontrar esse vislumbre de diversão que tinha quando era criança.

FL1FL2FL3FL4FL5FL6FL7FL8FL9FL10

|||